Jair Bolsonaro (PSL) vai acabar com a política de valorização do salário mínimo. Implementada por Lula e transformada em lei por Dilma Rousseff, a medida permite que os trabalhadores tenham ganhos reais. Desde 2004 o reajuste acumulado foi de 74%. Sem isso, o mínimo atual seria de apenas R$572,50.

A proposta de Bolsonaro é que, a partir de 2020, o salário mínimo seja reajustado apenas pelainflação, acabando com o ganho real. Em 2019, os trabalhadores brasileiros já perderam renda devido a um decreto de Jair. O valor que seria de R$1.006,00 ficou fixado em R$998.

Para 2020, se o salário continuasse sendo reajustado de acordo com a regra implementada por Lula, o valor seria de R$1.059,32. Ou seja, os trabalhadores vão perder quase R$20 por mês com o mínimo de Jair. O cálculo é de um relatório produzido pelo setor técnico do PT na Câmara dos Deputados.

O líder do PT na CâmaraPaulo Pimenta, destaca ainda que a perda anual vai ser de R$228. Já o líder do PT no SenadoHumberto Costa, afirmou que “não é só o salário mínimo que sai desvalorizado. É, principalmente, o trabalhador”.

O fim da valorização do salário mínimo faz parte da diretriz Orçamentária enviada ao Congresso nesta segunda-feira (15) e também prevê que os servidores públicos não tenham reajustes neste ano. A exceção a essa regra são os militares, única categoria autorizada a ter aumento nos salários e benefícios, de acordo com a Folha de São Paulo.

Da Redação da Agência PT de Notícias com informações da Folha de S. Paulo 

Ler 408 vezes

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top