Imprimir esta página

O Coletivo Mulheres na Trincheira, a Frente Regional de Combate a Violência Contra Mulher e o Conselho Municipal de Direitos da Mulher apresentaram na tarde de ontem (19/03) o novo Fluxo de Atendimento às Mulheres Vítimas de Violência na cidade de Ribeirão Pires.

A construção do Fluxo de Atendimento às Mulheres Vítimas de Violência para atender e auxiliar as mulheres iniciou-se no final de 2018.  O projeto tomou forma quando Márcia, Dani e Thais representantes do Coletivo Mulheres na Trincheira, da Frente Regional de Combate a Violência Contra Mulher e o Conselho Municipal de Direitos da Mulher.  

Mulheres da região procuram o Coletivo, para buscar informações de como proceder e o de conseguir atendimento, na cidade. Pois esses espaços não eram divulgados e nem se conversavam entre eles. O atendimento na região é precário e, em várias ocasiões, quando as mulheres procuram os postos especializados sofrem com o julgamento e com o mau tratamento. A partir da demanda o grupo procurou marcar reuniões com lideranças que pudessem oferecer auxílio. Em janeiro, reuniram se com o prefeito de Ribeirão Pires (Kiko), que convocou os Secretários que fariam parte da Rede de Atendimento de Violência Contra Mulher e, a partir desse momento, houve a apresentação do Fluxo de Atendimento às Mulheres Vítimas de Violência.

 

 

Ler 754 vezes