“Nesse dia 15 estaremos, como sempre, em luta. Contra a imposição e o autoritarismo desses governos que não têm compromisso com os direitos educacionais”.

Neste 15 de outubro, “Dia do Professor”, reafirmamos o compromisso com a educação pública de qualidade e para todos. É importante dizer que a educação e os professores brasileiros e paulistas passam por um duro momento. Os governos federal e estadual (Bolsodoria) escolheram a educação pública como alvo preferencial. As escolas públicas estão abandonadas e os professores desprestigiados e desvalorizados.

A profissão mais importante de todas – porque forma os demais profissionais, os cidadãos e as cidadãs – está sob forte ataque. Não apenas do ponto de vista salarial, mas na sua essência. Bolsonaro e Doria querem tirar dos professores a sua principal prerrogativa, que é a de educar e ensinar. Querem transformar os docentes em meros monitores em sala de aula, desprovidos de sua liberdade de cátedra, vigiados e submetidos a todo tipo de perseguição, supostamente por serem “doutrinadores”.

Constituição Federal assegura a liberdade de ensinar e aprender e a pluralidade de ideias e concepções pedagógicas, mas Bolsonaro e Doria, de forma equivocada, enxergam a escola pública como aparelhos ideológicos do Estado, destinados a disseminar uma visão única da história, da cultura, da ciência e da sociedade. A visão do partido no poder.

E, apesar de tudo, nós, professoras e professores, renovamos a cada dia nosso compromisso com nossos estudantes, com suas famílias, com uma educação pública, gratuita, laica, com qualidade socialmente referenciada. Uma educação que construa caminhos para um futuro de justiça e de igualdade.

Como Deputada Estadual e como Presidenta da APEOESP, a homenagem que presto nesse 15 de Outubro, Dia do Professor, é reafirmar minha disposição sempre renovada de estar junto com cada um e cada uma na defesa da educação pública e de todos os nossos direitos como profissionais da educação, pois não são direitos aleatórios ou abusivos, mas, sim, condições essenciais para que possamos cumprir com a nossa missão como educadores e educadoras.

Nesse dia 15 de Outubro de 2019 estaremos, como sempre, em luta. Contra a imposição e o autoritarismo desses governos que não têm compromisso com os direitos educacionais da população, em defesa da gestão democrática das nossas escolas, em defesa do FUNDEB permanente e da vinculação de recursos para a educação, que estão em risco. Por uma atribuição de aulas justa e transparente, que passa pela revogação da Portaria 6/2019 da Secretaria da Educação, que é inaceitável em seus principais pontos.

Tenho orgulho de representar nossa querida e amorosa categoria como presidenta da Apeoesp e como parlamentar e quero, neste momento, abraçar todas as professoras e todos os professores, na certeza de que nossa persistência conseguirá mudar a atual situação, abrindo novos horizontes para a educação pública no estado de São Paulo.
Um forte abraço a todos!

Professora Bebel é presidenta da Apeoesp e deputada estadual pelo PT-SP

Partido dos Trabalhadores

O Partido dos Trabalhadores surgiu como agente promotor de mudanças na vida de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e dos campos, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi oficializado partido político em 10 de fevereiro de 1980. O PT integra um dos maiores e mais importantes movimentos de esquerda da América Latina. Confira nossas redes sociais

 
 
 
 
 

Seja Companheiro!

Cadastre-se Online

Top